No dia 22 de maio, após um show da cantora Ariana Grande, as notícias de explosões de um ataque terrorista, em Manchester, na Inglaterra, circularam na internet. O lamentável caso deixou 22 mortos e 59 feridos. Salman Abedi, de 22 anos teria sido o autor e, apesar de o Estado Islâmico ter assumido a autoria do atentado, a informação ainda não foi confirmada pelas autoridades. Infelizmente, com a grande veiculação da informação, acabaram surgindo boatos, que acabam trazendo notícias falsas.

 

Veja a seguir quais os boatos espalhados: 

 

Ariana Grande ferida 

As explosões ocorreram após o encerramento do show. A cantora já havia saído do palco. Fotos de ferimentos e do rosto sujo de Ariana fazem parte de uma filmagem feita pela cantora no ano de 2015. 

 

YouTuber desaparecido 

Em grande repercussão no Twitter, dizendo que um jovem teria desparecido no show e o apelo de uma mãe em sua busca trata-se, na verdade, de um YouTuber norte-americano que publicou um vídeo para seus mais de 200 mil seguidores, desmentindo o boato. 

 

Outros desaparecidos 

O caso do YouTuber não foi o único. Inúmeras pessoas foram dadas como desaparecidas após o show. Algumas podem até estar entre as pessoas que não voltaram. Outras são fotos aleatórias para ganhar curtidas, retweets ou chamar atenção, como o garotinho com síndrome de Down que estaria desaparecido.

Na verdade, a foto do garoto foi feita para uma campanha de uma marca de roupas para a inclusão de pessoas com a síndrome. 

 

Homem armado no hospital 

Nas redes sociais, disseram que, logo após o atentado, haveria um homem armado no Royal Hospital Oldham, ameaçando quem estava no local. A notícia era falsa. Busque sempre veículos informativos de confiança ou as autoridades. Infelizmente, nem tudo o que é compartilhado na web é verdade.

[ ParalosCuriosos ] [ Fotos: Reprodução / ParalosCuriosos ]