Um cachorro da raça Staffordshire Bull Terrier atacou seu dono depois de ter supostamente comido cocaína. Mario Perivoitos estava participando de um documentário sobre drogas, e faleceu no hospital depois do ataque.

O incidente ocorreu em Londres, no Reino Unido, e uma equipe da BBC estava presente na casa de Perivoitos quando seu animal de estimação, chamado Major, o agrediu.

O incidente

Perivoitos foi para o hospital com lesões graves em seu rosto e pescoço, hemorragia extensa e laringe esmagada. A equipe de filmagem da BBC chamou uma ambulância e tentou lutar contra o cachorro. Eles ficaram presos no apartamento por cerca de 30 minutos. A polícia levou quase 10 minutos para abrir a porta, pois estava fortemente trancada. Perivoitos estava filmando um documentário intitulado “Drugs Map Britain”. Na noite em que morreu, ele voltou para casa depois de ter consumido cocaína, depois das 22h. O britânico de 41 anos ficou indisposto e teve um ataque epiléptico. O cão então atacou seu dono quando ele deitou na cama.

Duas vítimas: o homem e o cão

“O cachorro possuía oito vezes mais que o limite de drogas [em seu organismo]”, disse Nicholas Carmichael, especialista em toxicologia veterinária, que encontrou cocaína e morfina na urina do cão. O animal claramente estava drogado, e é provável que isso tenha sido um fator no seu comportamento, segundo Carmichael. O Bull Terrier “drogado” provavelmente se sentiu provocado quando seu dono teve um ataque epiléptico. Major seria sacrificado, mas não há confirmação se isso ocorreu mesmo, ou não. A atitude é polêmica, tendo em vista que o cão não pode ser culpado por ter ingerido drogas.

Independent via HypeScience ] [ Fotos: Reprodução / Independent ]