Uma caixa de madeira não identificada, com apenas 40 centímetros de altura, ficou fechada no aeroporto de Beirute, no Líbano, durante uma semana antes de ser aberta – e as pessoas ficaram chocadas ao descobrir três filhotes de tigre siberianos ameaçados de extinção lá dentro.

 

Desidratados e famintos, eles estavam cobertos de urina e fezes, e tinham seus corpos infestados de centenas de larvas. “Nada indicava que a caixa continha tigres ou até mesmo animais vivos, e não havia detalhes de um carregador ou receptor”, escreveu o grupo de resgate Animals Lebanon (AL).

Os filhotes estavam viajando do Zoológico Nikolaev, na Ucrânia, para o Zoológico Samer al-Husainawi, em Damasco, na Síria, quando eles ficaram presos no Líbano. Essa horrível cena que as pessoas testemunharam quando abriram a caixa revelou como animais exóticos às vezes são tratados. A AL fez um apelo para confiscar os tigres de seu proprietário original argumentando que este era um caso de crueldade contra animais. Agora, os filhotes estão seguros e ficando mais fortes a cada dia. Na foto abaixo, os tigres já haviam sido limpos e tratados por um veterinário. 

Os grandes felinos podem valer dezenas de milhares de dólares no mercado negro. O proprietário está lutando para recuperá-los”, escreveu a AL. “E nós estamos lutando pelos tigres”. Tigres siberianos estão correndo sério risco de extinção. Existem apenas cerca de 500 deles vivendo na natureza. 

O site Bored Panda entrou em contato com a Animals Lebanon, que esclareceu que, enquanto estavam presos no aeroporto, os filhotes de tigre foram visitados por um representante do zoológico importador por cerca de 15 minutos por dia antes de serem resgatados.

 

O futuro dos animais ainda é desconhecido. Há uma possibilidade que eles sejam devolvidos ao proprietário legal e terminem provavelmente no mercado preto, mas a AL está fazendo tudo para que isso não aconteça. Para apoiar a causa, visite o site. No vídeo abaixo, é possível ver o resgate e o tratamento que eles receberam.

[ Bored Panda via HypeScience ] [ Fotos: Reprodução / Bored Panda ]