Coober Pedy é uma pequena cidade no norte da Austrália.

O lugar parece bem deserto. Uma planície sem árvores, com algumas casas afastadas umas das outras, uma delegacia policial e um pequeno hospital.

Mas, isso é apenas metade da cidade. A outra metade está localizada no subsolo em cavernas e túneis chamados de “abrigos”, onde os moradores da cidade construíram casas, hotéis, restaurantes, bares, igrejas e muito mais.

A cidade foi fundada em 1915 após um menino de 14 anos ter encontrado uma pedra de opala no local que estava acampando com a equipe de mineração de ouro de seu pai.

Em poucos anos, centenas de garimpeiros estavam escavando o território em busca de mais pedras.

Mas, as pessoas que se reuniram na cidade para minerar as pedras logo descobriram que a vida acima do solo era bem difícil.

No verão, a temperatura geralmente excede 40 graus Celsius. Nestes dias quentes, a umidade relativa raramente chega a mais de 20%, e o céu permanece sem nenhuma nuvem, tornando o ambiente extremamente quente.

Para fugir das temperaturas escaldantes do dia, os moradores começaram a viver no subsolo.

As primeiras casas de Coober Pedy foram construídas nos buracos que já haviam sido escavados em busca de opalas.

Apesar de serem construídas no subsolo, as casas são bastante modernas, incluindo sala de estar, cozinha, armários, adega e banheiro.

Originalmente estabelecida como uma cidade de mineração de opalas, Coober Pedy agora abriga cerca de 2.000 pessoas.

Hoje, é o principal fornecedor de opala de alta qualidade da Austrália. A cidade é considerada o maior produzir mundial da gema opala branca. Coober Pedy tem mais de 70 campos de opalas.

Abaixo você confere algumas fotos que tornam este local único no mundo: 

Entrada para uma igreja subterrânea

As casas possuem vários ambientes

Livraria subterrânea

Quartos de hotéis

Bar para relaxar com os amigos

Via: The Sun Imagens: Reprodução / The Sun ]