Muitas pessoas afirmam que as coisas boas têm um fim. Mas esse fim não é tão simples assim, é o fim de uma era! O MP3 – o formato de codificação de áudios está oficialmente morto.

 

Fraunhofer IIS, o criador do lendário formato de áudio confirmou a triste notícia que circularam nos últimos dias: “Apesar de existirem outros codecs de áudio mais eficientes e avançados, o MP3 ainda é o mais popular entre os consumidores diários. A maioria das grandes empresas já usa outros formatos como o ISO-MPEG e a família AAC. Esses podem ser ótimas alternativas em comparação com o MP3”.

 

Desde que o MP3 foi lançado, nos anos 90, o objetivo do codec era conseguir comprimir áudios e assim armazenar múltiplas canções em um dispositivo. Ele se tornou a opção mais rápida e fácil para os usuários. Vamos começar com a nostalgia! Lembra quando tínhamos que gravar CDs? Tínhamos pilhas de caixas com alguns CDs sujos, outros riscados.

 

Sempre que a gravávamos músicas no CD, escrevíamos na parte de traz a tracklist completa, que em sua maioria, se resumia em 12 músicas. Depois de um tempinho, lançaram os leitores de MP3, e assim diversas pessoas podiam andar com músicas de diversos artistas em suas mãos.

Novos gadgets começaram a chegar ao mercado e o MP3 foi se tornando um sucesso mundial. O MP3 já vinha morrendo de pouco em pouco com a chegada do Wi-Fi. Hoje em dia codecs modernos como o AAC (Advanced Audio Coding) são bem mais populares e rentáveis. Eles são mais rápidos, oferecem mais qualidade e ainda pesam menos que um MP3.

 

Ainda dói, mas o futuro do MP3 já estava escrito: a tecnologia evolui. O MP3 deixa um legado bastante importante: diversas crianças e adolescentes usaram o formato quando sincronizaram seus aparelhos para reproduzir o formato. Grandes programas devem tudo ao MP3, até mesmo o iTunes que teve o MP3 como seu pai.

Não podemos deixar as memórias que ganhamos com o MP3 morrerem, não podemos nos esquecer de quando ficávamos até a meia-noite na internet discada para tentar baixar uma música e mandar para o celular! R.I.P. MP3!

Scoopwhoop ] [ Foto: Reprodução / Scoopwhoop ]