Em 2011, a garota francesa Thylane Blondeau foi citada como “a garota mais bonita do mundo”, a partir daí ela começou a entrar no cenário da moda, com apenas 4 anos.

 

Sua primeira vez na passarela foi desfilando pela marca francesa Jean Paul Gaultier, e enquanto a maioria das crianças estava entrando na escola primária ela já estampava a capa da Vogue. Essa entrada no mundo da moda levantou um assunto em questão, não estariam os pais dela, a inserindo nesse mercado precocemente?

Os pais de Thylane – Patrick Blondeau e Véronika Loubry – a colocaram nesse mundo quando a menina tinha 4 anos de idade. Mesmo com uma beleza única para sua idade, muitas pessoas se perguntaram se realmente seria isso o correto de uma criança estar fazendo aos 4 anos. Durante a grande polêmica na época sobre seu “trabalho”, diversos países anunciaram medidas protetivas, proibindo garotas com menos de 16 anos de desfilar, acreditando que o universo da moda é sexualizado demais.

O medo é real, já que muitas garotas que são inseridas precocemente nesse mercado podem vir a sofrer com problemas de alimentação e crescimento, por estarem constantemente em uma guerra contra a balança. Depois de a polêmica esfriar, ela voltou à tona. A garota, já na época com dez anos, participou de um editorial para a revista Vogue. A foto de capa criou outra polêmica, muito mais criticada do que agraciada por conta de sua idade.

Diversas críticas vieram de diferentes lugares do mundo, mas em respostas as críticas a mãe de Blondeau disse: “Eu admito que fiquei chocada durante a tomada das fotos. Mas deixe-me ser precisa: a única coisa que me chocou mais foi que o colar que ela usou custava 3 milhões de euros!”.

Loubry ainda afirmou: “Eu rejeitei 3/4 das coisas que foram oferecidas para nós. No momento, ela está levando uma vida normal”. Como Blondeau era muito nova, na época, ela acabou por não dar nenhuma opinião sobre o que acontecia em sua vida, mas com o passar dos anos ela foi se inteirando cada vez mais e se tornou uma estrela em sua principal mídia social, o Instagram.

Blondeau não está apenas contente em ser modelo, quis seguir os passos de sua mãe e ser atriz, estrelando o filme francês “Belle et Sébastien, l’aventure continue”. Em uma de suas entrevistas, ela foi questionada sobre como era ser uma modelo tão nova, em contraponto ao começo de sua carreira ela respondeu: “Bem, Kate Moss começou a modelar com 15 anos, e isso faz pouco tempo. Então não, eu não sou muito jovem. Se você tem uma boa agência e pessoas que cuidam de você, é perfeito”.

 

Em outubro de 2016, Blondeau participou da PFW (Paris Fashion Week), concedeu uma entrevista e foi questionada sobre o que ela pretendia fazer depois do evento, Blondeau respondeu que iria para casa descansar porque depois iria para a escola.

 

Blondeau completou 16 anos em abril desse ano, quem sabe daqui algum tempo ela seja mais lembrada por sua beleza e talento, não pelo seu início de carreira.

[ Daily Star ] [ Fotos: Reprodução / Daily Star ]