As mulheres hoje em dia estão buscando seus direitos – e com razão! Infelizmente, uma cena que acaba sendo comum no cotidiano é assédio, principalmente em transportes públicos, onde homens não têm vergonha de estarem em um local público e passarem a mão em partes do corpo de uma mulher ou até mesmo de estimular seu órgão sexual. 

 

Outro tipo de assédio comum é devido à tecnologia, tanto em redes sociais, quanto presencialmente, quando homens tiram fotos ou filmam mulheres em meio ao transporte público. Foi o que aconteceu com a cidadã de Cingapura, Uma Mageswari. Ao entrar no Mass Rapid Transit (MRT), similar ao metrô, Uma se sentou e, repentinamente, um homem chamado Suraj sentou-se no banco a sua frente, apesar de o vagão estar vazio.

Logo o homem pegou seu celular e começou a filmá-la. O que ele não esperava é que seu ato podia ser visto pelo reflexo do vidro, bem atrás dele. A mulher, inconformada, gravou a ação e alertou em uma de suas redes sociais o ocorrido, ativando a ação da segurança do MRT, que chegou com rapidez.

Não foi o único vídeo do tipo encontrado no celular de Suraj, que usou como desculpa o fato de Uma parecer sua irmã. Uma ainda alertou para que as pessoas estejam sempre atentas a quem estiver por perto e que não tenham medo de denunciar tais casos.

[ Scoopwhoop ] [ Foto: Reprodução / Scoopwoop ]