Segundo os médicos, os hábitos alimentares irregulares da mãe foram a causa da má-formação da criança que viveu por apenas 48 horas

 

Savita Rani, uma indiana de 32 anos e mãe de três filhos saudáveis, deu à luz uma menina na semana passada. No entanto – e segundo os médicos do Sai Nursing Home, em Uttar Pradesh, na Índia, devido aos hábitos alimentares incorretos e irregulares da mãe -, o bebê nasceu com uma malformação congênita: sua cabeça só havia se desenvolvido pela metade, enquanto que os olhos eram grandes e bulbosos.

 

Savita deu à luz uma criança através de parto natural, e chamou atenção da cidade devido às características físicas do bebê. Um grande número de pessoas se reuniu do lado de fora do hospital na esperança de ver o “bebê milagre”.

Segundo o Dr. Kusum Lata, ginecologista no Hospital, “Os olhos da criança eram tão grandes que ela já nasceu com eles abertos, isso porque a cabeça não tinha se formado completamente, além disso, a bebê não chorava e nem se movimentava”. Durante o parto, a mãe perdeu muito sangue e líquido amniótico, e Dr. Lata acredita “que foi um milagre a mãe e a criança terem sobrevivido por tanto tempo”, isso porque Savita Rani havia perdido uma quantidade muito grande de líquido amniótico e sangue durante o parto.

malformacao-congenita-India

Infelizmente, a criança morreu dois dias depois de insuficiência cardíaca, para o Dr. Lata esse é um dos motivos que faz com que todos os médicos enfatizem a importância dos check-ups regulares durante a gravidez, além dos hábitos alimentares corretos: “só assim podemos orientar as mães e tentar evitar essas anomalias congênitas”, completou.

 

Savita Rani recebeu alta do hospital, no entanto, ainda está tentando lidar com a recente perda.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]