Uma mulher da Índia possuía nada menos do que 150 convidados indesejados em seu estômago.

 

Os médicos removeram essa quantidade de vermes vivos do intestino da jovem Neha Begum, de 22 anos, alguns dos quais medindo até 25 centímetros de comprimento.

 

O problema

A indiana, que vivia na região do norte do país, em Uttar Pradesh, estava sofrendo de dor de estômago, vômitos e constipação há meses. Embora tenha visitado postos de saúde locais várias vezes, os profissionais tinham sido incapazes de chegar a um diagnóstico, simplesmente dizendo-lhe para tomar analgésicos. bApós uma crise extrema no ano novo, Neha foi ao Hospital KG Nanda, em Chandauli. Um exame físico revelou algo incomum em seu abdômen, e a equipe de médicos decidiu operar, na esperança de encontrar a causa de seus problemas.

Durante a cirurgia de cinco horas, eles descobriram que o caso era ainda mais extraordinário do que imaginavam. “Quando a examinamos, descobrimos que algo estava obstruindo seus intestinos. Então decidimos abrir o estômago e ver o que estava causando a obstrução”, disse o Dr. Anand Prakash Tiwari, um médico do hospital. “Ficamos chocados ao encontrar vermes vivos enrolados em torno de seus intestinos e tiramos mais de 150 deles, vivos. Foi um caso extremamente incomum”.

 

Higiene

Os médicos não revelaram que tipo de verme parasita estava vivendo no corpo da mulher. No entanto, a julgar pela sua aparência, parece uma espécie de nematódeo. Um número surpreendentemente grande destes vermes pode viver em seres humanos sem gerar quaisquer sintomas visíveis, desde que não obstruam o sistema digestivo. Os ovos do parasita poderiam ter entrado no corpo de Neha através de sua boca. “Pode ser por causa de uma falta de higiene e limpeza ao redor da área onde a paciente vive”, explicou o Dr. Tiwari.

Uma semana após a operação, Neha já estava comendo alimentos sólidos e se recuperando bem. Ela agradeceu aos médicos, dizendo: “Eu ficava acordada a noite toda – chorando, retorcendo de dor. Isso também afetou minha vida conjugal. Mas agora eu penso que nós poderemos apreciar a felicidade do casamento. Estou muito grata aos médicos por eliminar o problema para sempre”.

IFLS  via HypeScience ] [ Foto: Reprodução / HypeScience ]