Kashmea Wahi é uma estudante de apenas 11 anos de idade que foi capaz de atingir a pontuação máxima de um teste de QI.

 

Os testes de QI são avaliações feitas com a finalidade de descobrir a capacidade cognitiva, ou inteligência, de uma pessoa, de acordo com a idade. Para os adultos, a pontuação máxima de QI é de 161. Já para os menores de 18 anos, a pontuação sobe para 162.

 

Recentemente, a estudante britânica de 11 anos, conseguiu atingir a pontuação máxima no teste, ficando dois pontos de QI à frente de Stephen Hawking e Albert Einstein.

 

O feito de Kashmea chama atenção pela razão que a fez realizar o teste. Estudante de Notting Hill and Ealing High School, em Londres, a garota sempre foi dedicada. Junto com os colegas, garantiu o terceiro lugar em um desafio de matemática realizado anualmente pela tradicional Universidade de Oxford, além de participar de competições nacionais de xadrez. No entanto, os pais da garota, que são consultores de gestão de TI no Deutsche Bank (uma das maiores instituições financeiras do mundo) em Londres, insistiam em “pegar no pé” da jovem para que ela se dedicasse mais aos estudos.

 

Sendo assim, enquanto navegava pela internet, Kashmea encontrou informações sobre o teste de QI proporcionado pela Mensa, uma famosa sociedade que reúne as pessoas com os maiores QIs do mundo, e resolveu realiza-lo. O resultado você já sabe, impressionantes 162 pontos.

 

Aparentemente a menina conseguiu provar para os pais que não precisava ser chateada com tantas exigências. Kashmea é agora, a pessoa mais jovem do mundo a atingir a pontuação perfeita no teste da Mensa, mesmo porque é recomendável que o teste só seja realizado por crianças com idade a partir de dez anos e meio.

[ Mental Floss / Mega Curioso / Mensa ] [ Foto: Reprodução / Asian Voice ]