Jami Morton-Ledbetter, de 42 anos, moradora de Kansas City, no estado do Missouri, nos EUA, ficou perplexa ao levantar da cadeira da esteticista que estava fazendo sua sobrancelha.

Jami, que nasceu sem sobrancelhas, acreditava que o procedimento de quase R$ 1 mil, mudaria sua vida e daria a autoestima que sempre desejou.

Mas, ao contrário disso, teve sua autoconfiança devastada por erros no procedimento que deixaram um aspecto de quatro sobrancelhas em seu rosto.

O procedimento, conhecido como “microblading”, é muito famoso também no Brasil – um procedimento que lembra muito a micropigmentação fio a fio.

Nesta técnica, um pigmento é usado para desenhar uma sobrancelha ou fechar falhas que a pessoa possa ter no local.

Não só a sobrancelha pode ser corrigida, mas também regiões ao redor dos olhos, boca e outras partes do corpo podem ser beneficiadas.

Foi devastador. Um rapaz com quem eu saía deixou de me ver”, disse Jami em entrevista à imprensa após seu caso viralizar.

Antes de passar pelo procedimento. Foto: Divulgação.

Enquanto Jami não encontra um profissional de confiança para corrigir o erro, ela usa camadas espessas de maquiagem para esconder a pigmentação.

Ela não informou se pretende processar a profissional ou o estabelecimento.