Dois aviões diferentes detectaram um objeto voador não identificado no estado americano do Arizona no mês passado. O áudio bizarro foi liberado agora online, fornecendo evidências em primeira mão de um estranho encontro aéreo que ninguém da Administração Federal da Aviação (FAA) dos EUA conseguiu explicar.

 

O incidente, ocorrido na tarde de 24 de fevereiro no espaço aéreo do sul do Arizona, começou quando o piloto de um avião Learjet 36, operado pela Phoenix Air Group, entrou em contato com o Controle de Tráfego Aéreo, depois de testemunhar algo que ele não pôde compreender.

 

Alguém estava acima de nós e nos passou, tipo, 30 segundos atrás?” o piloto pergunta, gaguejando um pouco – você pode ouvir trechos dos diálogos, obtidos pelo portal The Drive abaixo. Negativo”, o controlador de tráfego aéreo, localizado no Centro de Tráfego Aéreo de Albuquerque, no Novo México, responde ao piloto.  “Tudo bem …” o piloto confirma, parecendo não estar convencido. “Algo passou”, repete. Outro piloto na gravação diz “Um OVNI!”, e o primeiro piloto simplesmente responde: “Sim”.

Depois de alguns minutos, o controlador de tráfego aéreo entra em contato com outro avião na vizinhança, um Airbus A321, operado pela American Airlines, para dizer à equipe de voo que ficasse atenta a qualquer coisa que passasse por eles nos próximos 15 quilômetros. “Se alguma coisa passar?” o piloto pergunta, parecendo confuso.

 

O controlador de tráfego aéreo explica a situação em relação ao avistamento inexplicado anterior, e o piloto da Learjet esclarece as coisas na medida em que ele pode, descrevendo o que ele viu e o que não viu. “Eu não sei o que era, não era um avião, mas era … a trajetória estava indo na direção oposta”.

 

Momentos depois, o piloto da Airbus confirma que ele também testemunhou o objeto estranho. “Sim, algo simplesmente passou por nós, como um … Eu não sei o que era, mas estava pelo menos 2000, 3000 metros acima de nós. Sim, passou por cima de nós

 

O controlador pressiona-o para saber se o OVNI estava “em movimento ou se estava apenas pairando”, mas o piloto da Airbus não estava totalmente certo. “Eu não conseguiria dizer se era um balão ou algo assim, mas estava emitindo luz ou tinha um grande reflexo e estava milhares de pés acima de nós, indo na direção oposta”, ele relata.

Quando perguntado se era um balão do Google, o Airbus simplesmente responde: “Duvidoso”. As trocas de mensagens, que ocorreram ao longo de cerca de 6 minutos, são tudo o que resta do bizarro incidente. O ocorrido não foi formalmente descrito pelas autoridades da aviação, apesar da presença de um OVNI, detectado por duas aeronaves diferentes em um espaço aéreo com bastante tráfego.

 

A única coisa certa é que a FAA parece não ter ideia do que era esse estranho mistério aéreo. A agência afirmou não ter conhecimento de nenhuma aeronave incomum ou experimentos com balões meteorológicos na área no dia que poderiam explicar o que os pilotos viram.

 

Não temos nenhum comentário além do que é possível ouvir”, disse a FAA em um comunicado divulgado aos meios de comunicação. “Além da breve conversa entre duas aeronaves, o controlador não pôde verificar se havia outra aeronave na área. Temos uma relação de trabalho próxima com várias outras agências e lidamos com segurança com aeronaves militares e civis de todos os tipos naquela área todos os dias, incluindo balões meteorológicos de alta altitude”, diz a agência.

Uma possível explicação é que a região em que os avistamentos ocorreram está localizada em meio a numerosas instalações militares e da força aérea, e é uma área conhecida por ser altamente ativa com aeronaves militares, e até mesmo aeronaves clandestinas que permanecem sob sigilo. Mas até que alguém explique o que foi visto pelos dois pilotos naquele dia, ninguém realmente sabe com o que estamos lidando.

[ Science Alert via HypeScience ] [ Fotos: Reprodução / Mundo Freak ]