O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse em entrevista várias declarações polêmicas que ofenderam a comunidade LGBTQ+.

O presidente considera-se um “ex-gay” e afirma que “se tornou um homem novamente” depois de conhecer sua esposa que atualmente é sua ex-mulher.

Não é de hoje que o presidente ganha notoriedade na imprensa mundial por suas declarações consideradas absurdas por muitos.

Ele é famoso pelos discursos com frases fortes, polêmicas e ofensivas cheias de piadinhas e gozações com temas delicados.

As falas foram dadas durante um encontro que ocorreu em Tóquio, no Japão, na semana passada.

Na ocasião, além de comentar sobre sua “cura gay”, ele ainda disse à imprensa que o senador Antonio Trillanes, um dos políticos mais críticos de sua carreira, é gay.

“Trillanes e eu somos similares. Mas eu me curei”, disse.

Foto: Reprodução

Instabilidade

Duterte é considerado instável em seus posicionamentos e convicções.

Em 2016, ainda durante a campanha presidencial, foi considerado oportunista por afirmar que era a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Mas, logo após eleito, mudou de ideia e não deu apoio ao que havia dito antes da campanha.

Ele é conhecido também por tentar ofender pessoas como se a homossexualidade fosse um insulto, não somente pessoas próximas, mas também chefes de estado.

Fonte: Metrópoles