Dizemos sem nenhuma coincidência que quando estamos apaixonados estamos com borboletas no estômago, ou também falamos que algo que causa medo ou nervoso sentimos um embrulho no estômago. Sempre achamos que falar isso é apenas uma ferramenta da linguagem.

 

Mas as pessoas de fato têm um segundo cérebro no estômago. Da mesma forma que nossa psique é controlada pela nossa mente, o nosso sistema digestivo também toma suas próprias decisões. Tudo isso por que ele tem algumas terminações nervosas iguais às do cérebro. Incrível!

 

Nosso segundo cérebro

Temos cerca de 100 milhões de neurônios em nosso estômago, número um pouco maior que os neurônios existentes na coluna vertebral. Essa é uma das razões por que se diz que o estômago é um segundo cérebro. Outra é que o cérebro e o estômago dividem células bastante parecidas e essa conexão se manifesta de diferentes formas em nosso sistema. Quando o alimento chega ao estômago, ele libera muitos hormônios como a colecistoquinina (CCK). Com esses hormônios, junto com a gordura e proteína detectadas nos alimentos, suprime-se o apetite. Com a libertação da grelina, a fome não é saciada. Ou seja, temos um aumento dos níveis de grelina antes das refeições e diminuição depois.

Algumas pesquisas apontam que a grelina ativa o hipocampo, uma região do cérebro associada ao aprendizado e memória. Essa capacidade de produção e liberação de hormônios que o estômago tem é bem semelhante à do cérebro. Outra conexão que nosso estômago tem com o cérebro é a mudança do nosso humor. As pessoas demonstram um comportamento mais agressivo quando estão com fome e ficam mais felizes quando saciadas. Medo e estresse também são dois outros fatores que podem causar problemas estomacais e até a famosa diarreia.

 

E aquela gula que você tanto sente? Esses chocolates e doces entre as refeições podem não ser “falhas” suas, mas sim bactérias do intestino que por muitas vezes são bem reguladas e fazem você acreditar que queria mesmo comer tudo aquilo. Diversos estudos apontam que podemos melhorar nossa capacidade mental através do estômago. Portanto algumas doenças neurais poderiam ser curadas por uma mudança de dieta. A conclusão a que todos chegamos sobre isso que é seu estômago e seu cérebro são semelhantes! E ambos são importantes para manter uma boa saúde física e mental!

[ Medical Daily ] [ Foto: Reprodução / Medical Daily ]