A trágica história do Titanic que bateu em um iceberg e afundou há mais de 100 anos foi tema de inúmeros livros, documentários e um filme premiado com o Oscar.

 

Mais de 1.500 pessoas perderam suas vidas em 15 de abril de 1912, quando o navio afundou, mas poucos sabem que junto dessas pessoas, itens estranhos e incomuns também foram para o fundo do oceano. Confira alguns deles:

 

 

1 – Banhos Elétricos

O banho elétrico é uma cabine onde a pessoa entra e recebe uma alta carga de raios UV. No começo da década de 1900, os banhos elétricos eram a nova mania da época. Na verdade, eles eram tão populares que havia um a bordo do Titanic em 1912. As mulheres eram autorizadas a usar os banhos elétricos nas manhãs e os homens eram autorizados a usá-los nas tardes e noites. Os passageiros a bordo do Titanic que queriam encharcar seus corpos com poderosos raios UV tinham que comprar um bilhete por 1 dólar.

 

2 – Ópio

O ópio é um líquido espesso que se extrai dos frutos imaturos de várias espécies de papoulas utilizado como droga. Houve quatro casos de uso de ópio no Titanic. Em 1912, o ópio já havia sido proibido nos EUA pelo Congresso, mas ainda era um ingrediente popular na medicina. No entanto, as empresas farmacêuticas foram obrigadas a rotular todos os medicamentos que tinham ópio. 

 

3 – Uma pintura a óleo caríssima

Um dos itens mais caros a bordo do Titanic não era uma joia ou um diamante, mas sim uma pintura a óleo do artista francês Merry-Joseph Blondel intitulado “La Circassienne au Bain“. 

 

O empresário sueco e dono da obra de arte, Mauritz Håkan Björnström-Steffansson sobreviveu ao acidente do Titanic e apresentou uma reivindicação de seguro da pintura no valor de 100.000 dólares, o que hoje seria mais de 2,4 milhões de dólares – cerca de 8 milhões de reais.

 

4 – Máquina de fazer marmelada

Para fazer a marmelada, as cascas da fruta têm que ser cortadas precisamente. Muitas pessoas que faziam marmelada no início da década de 1900 usavam uma máquina para cortar a fruta perfeitamente. A dona da máquina de marmelada a bordo do Titanic era Edwina “Winnie” Celia Troutt, de 27 anos, que sobreviveu ao naufrágio e entrou com um pedido de seguro.

 

5 – A gata Jenny

Muitos navios na época levavam gatos na viagem, para combater a infestação de ratos e camundongos. No caso do Titanic, uma gatinha chamada Jenny era a mascote do navio, que também sumiu no naufrágio. Esta não é uma foto de Jenny, e sim outro gato a bordo de um navio parecido.

 

6 – Cavalo elétrico

Uma academia em um navio de luxo é normal. Mas um equipamento dentro da academia do Titanic era esquisito. Um item peculiar era o cavalo elétrico, uma máquina de exercício que simulava a equitação, parecido com o touro mecânico. 

 

7 – Manuscrito de Joseph Conrad

Joseph Conrad foi um escritor britânico que escreveu muito sobre marinheiros e o mar. Um manuscrito do livro “Karain” de Joseph estava entre as 7 milhões de cartas a bordo do Titanic. O manuscrito era para o advogado de Nova York, John Quinn, que também era um colecionador de manuscritos literários originais.

[ Allday ] [ Fotos: Reprodução / Allday ]