A cervejaria escocesa BrewDog possui uma das cervejas mais fortes, caras e esquisitas do mundo.

 

Chamada de “The End of History” (“O Fim da História” em tradução livre), com teor alcoólico de 55%, a cerveja tem a garrava embalada dentro de animais mortos empalhados – como esquilos e lebres – e custa cerca de 500 libras, o equivalente a 2.100 reais. A cerveja é infundida com urtigas e bagas de zimbro e servida em garrafas inusitadas feitas com animais. Os frascos foram feitos sob medida e usam arminhos – que são animais parecidos furões – esquilos e lebres.

 

À verdadeira moda da BrewDog, desmontamos convenções, distorcemos distinções e levamos a cerveja a seus limites absolutos. Esta é a cerveja para terminar com todas as cervejas. É uma mistura audaciosa de excentricidade, arte e rebeldia” comentou um dos fundadores da BrewDog, James Watt. O nome “The End of History” é derivado da famosa obra do filósofo Francis Fukuyama, sugerindo que essa bebida é, para a cerveja, o que a democracia é para a História.

A cerveja artesanal foi feita na cervejaria da empresa em Fraserburgh, na Escócia e foi infundida com bagas de zimbro e urtigas das Terras Altas da Escócia. As garrafas impressionantes foram feitas por um taxidermista – o profissional que monta animais mortos empalhados para exibição ou estudo – em Doncaster. Os animais morreram de causas naturais antes de abrigarem a cerveja mais cara do mundo.

 

O impacto da ‘End Of History’ é um casamento conceitual perfeito entre taxidermia, arte e artesanato. As garrafas são ao mesmo tempo bonitas e perturbadoras, interrompem as convenções e quebram os tabus, assim como a cerveja dentro delas”, acrescentou James. Para alcançar o teor alcoólico recorde de suas cervejas, a BrewDog usa uma técnica de congelamento extremo, em que a bebida é mantida a temperaturas abaixo do congelamento, para separar a água da solução. O processo é repetido dezenas de vezes, exigindo centenas de litros de cerveja que serão reduzidos para uma garrafa de 330 ml, o que justifica o alto custo da cerveja.

Queremos mostrar às pessoas que há alternativas ao monopólio das cervejas corporativas, apresentá-las a uma abordagem completamente nova e elevar o status da cerveja em nossa cultura. Os consumidores no Reino Unido são limitados pela falta de escolha”, disse Watt. BrewDog é a maior cervejaria independente da Escócia, produzindo cervejas cultuadas como “Punk IPA”, “Trashy Blonde” e “Tactical Nuclear Penguin”.

 

A empresa, que já enfrentou ampla controvérsia em relação às bebidas de alto teor alcoólico, cresceu 250% no último ano e agora exporta suas cervejas artesanais para 17 países diferentes. Certamente, essa é uma das cervejas mais esquisitas e inusitadas que alguém já criou. Você teria coragem de beber algo em um animal empalhado?

[ Deezen ] [ Fotos: Reprodução / Deezen ]