Um homem identificado como João Pereira da Silva, 38 anos, foi brutalmente espancado por duas mulheres no bairro de São José, em São Sebastião, no Distrito Federal.

A vítima, que é morador de rua, ficou internado em estado grave no Hospital Regional do Paranoá (HRPa) e, após se recuperar, fugiu da unidade, segundo informações do site Metrópoles.

O crime, que ocorreu no último sábado (2) foi registrado em vídeo por câmeras de segurança. Nele é possível ver o homem, sem reação, sendo agredido com chutes na cabeça e peito. A chegada da Polícia Militar não impediu as agressoras, uma delas com 15 anos, de terminar o ataque.

Além de socar e pisar, as mulheres também usaram uma cadeira para bater na vítima. Embora várias pessoas estivessem presenciando a cena, ninguém ajudou. De fato, algumas delas chegaram a mover suas motos temendo que fossem atingidas.

Segundo João Guilherme Medeiros, delegado-chefe da 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião), a reação das testemunhas poderia ser explicada pela presença de um terceiro suspeito armado que estava próximo e dando cobertura às duas mulheres.

Moradores da região afirmaram conhecer João, que passava o dia recolhendo latas de alumínio para subsistência. No entanto, as agressoras afirmaram em depoimento que ele teria tentado estuprar uma delas.

Ninguém confirmou as acusações e de acordo com a polícia, testemunhas ouvidas afirmaram que o crime poderia ter sido motivado por preconceito, uma vez que a vítima era homossexual.

Enquanto a adolescente foi encaminhada para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), a outra, que tem passagens por agressão e ameaça, foi presa. A ocorrência, segundo a polícia, foi registrada como tentativa de homicídio.

Via: Metrópoles Imagens: Reprodução / Metrópoles